A matter of rythm.

Sinto que o meu sangue tem encontrado um ritmo singular.

Eu não sabia.

Pensava eu que era algo fisiológico,

impróprio a cada pessoa.

Igual para todos.

Mas não.

Não é.

Garanto-te.

Sinto-lhe um ritmo muito pessoal,

sereno

mas com uma direção muito determinada,

flua como se não houvesse amanhã,

como se avistasse ao longe o alvo e não quisesse parar.

Nunca.

Juro.      

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s